sábado, 24 de novembro de 2012

APIB denuncia à ONU a violação de direitos e o genocídio dos Indígenas brasileiros

 A direção nacional da Articulação dos Povos Indígenas  do Brasil - APIB, representada pelo líder indígena Uilton Tuxá - também coordenador da APOINME -  denunciou aos oficiais do Auto Comissionado das Nações Unidas para os Direitos Humanos a violação de direitos e o genocídio promovidos contra os Povos Indígenas da Brasil, diante do descaso e omissão do governo Dilma Rousseff.

A reunião aconteceu na sede da ONU em Genebra,  na Suiça, onde também foi entregue aos presentes  um documento da APIB que destaca a PEC 215/00 e Portaria 303 da Advocacia Geral da União (AGU) como instrumentos jurídicos contrários a Convenção 169 da OIT e a Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas.

Desde o início do mês, em viagem pela Europa, o líder Uilton Tuxá tem denunciado à diversas organizações internacionais e à imprensa mundial a situação crítica enfrentada pelos Povos do Brasil. O objetivo é angariar o apoio internacional para a conscientização de nossos governantes sobre a   necessidade urgente de medidas mais efetiva para por um fim à violência sistemática que vitima  diariamente homens, mulheres e crianças indígenas em todo país.

Leia aqui a íntegra da Carta da APIB às Nações Unidas.

3 comentários:

  1. Muito bem, os indigenas sao nosso povo, nossa cultura e o governo Brasileiro tem o dever de preservalo!!!

    ResponderExcluir
  2. Esta na hora dos direitos indigenas serem reconhecidos, chega de sofrimento para com Estes seres que merecem ser tratados com respeito e dignidade.

    ResponderExcluir
  3. Conservadores malucos falando que a ONU tá querendo dominar a amazônia em 3...2...

    ResponderExcluir